Aromas, Pedras e Cristais que equilibram os Chacras

junho 3, 2007

aura_chakras.gif

Os Chacras 

Os chacras (do sânscrito, roda) são pontos de recepção, geração e elaboração de energias sutis diversas que permeiam tudo ao nosso redor e a nós mesmos.  A forma como lidamos com essas energias sutis depende de nossos referenciais internos. A maneira como percebemos e sentimos o meio a nossa volta e interpretamos os acontecimentos de nossas vidas gera padrões energéticos distintos e interfere na absorção e elaboração das energias que têm contato com os chacras. Emoções e pensamentos positivos geram padrões positivos e atraem energias saudáveis e construtivas para nossos chacras. Ao longo de nossas vivências pessoais vamos lentamente construindo um perfil energético básico, que molda o modo como interagimos com as energias externas e internas e consequentemente, com as pessoas e situações com as quais nos deparamos. Podemos construir perfis energéticos que nos levem a satisfação de nossas necessidades emocionais e nos proporcionem crescimento material, emocional, mental e até espiritual, mas, também podemos construir perfis energéticos que terminem por nos limitar. Quando nos vemos constantemente envoltos em relacionamentos e situações negativas, é um sinal de que nosso perfil energético precisa ser modificado.  Quando conhecemos os chacras e suas funções, adquirimos a oportunidade de recriar nosso perfil energético. Esse processo de transformação se inicia dentro de nós, através de mudanças emocionais e energéticas, e se consolida externamente através de mudanças significativas em nossos relacionamentos e em nossas vidas. 

Os Principais Chacras:   

Temos muitos chacras, porém os principais estão diretamente ligados aos nossos órgãos vitais, pois, através deles também nos conectamos com as parcelas mais densas e materiais de energia vital, através do ar, água e alimentos que ingerimos, por exemplo. Além de ser relacionado a um órgão específico e seu funcionamento físico e energético, cada chacra principal atua sobre um determinado grupo de emoções e sensações. Curando um chacra, estamos curando também tudo que a ele se relaciona.Correspondências gerais: 

Chacras

Cores Principais Glândulas Características
Coronário Branco/Violeta Pineal Espiritualidade, Fé, Conexão com Aspectos Superiores do Eu
Terceiro Olho Índigo Hipófise Intuição, Capacidade Mental
Laríngeo Azul Tireóide Capacidade de Expressão, Criatividade e Assimilação
Cardíaco Rosa/Verde Timo Capacidade de Amar a Si e aos Outros
Plexo Solar Amarelo Pâncreas Consciência do Eu, Sabedoria, Vida Emocional
Sacro Laranja Gônadas Sexualidade, Purificação
Básico Vermelho Supra- Renais Vitalidade, Capacidade de Concretização

Aromas e Pedras que Equilibram os Chacras 

Aromas podem ser empregados para equilibrar os chacras através de massagens e banhos com óleos essenciais diluídos em  carreador como óleo vegetal, por exemplo. É necessário que se tenha um conhecimento prévio das indicações e contra-indicações dos óleos essenciais antes de usá-los, mas, embora nem sempre sejam tão eficazes como os óleos essenciais, incensos podem ser utilizados para harmonização dos chacras. Pedras e cristais podem ser colocados sobre os chacras correspondentes, ou carregadas junto ao corpo. É importante respirar profunda e suavemente e focar a mente em coisas construtivas quando utilizar as pedras. As pedras podem ser purificadas sendo deixadas por 24 horas em um recipiente contendo água e sal marinho e depois podem ser deixadas para receber a luz solar por algumas horas. 

Chacras

Aromas Cristais e Pedras
Coronário Mirra, Sândalo, Cedro  Quartzo Branco, Ametista, Lepidolita
Terceiro Olho Jasmim, Alecrim, Olíbano Sodalita, Lápis-Lázuli, Labradorita
Laríngeo Lavanda, Manjerona, Bergamota Água Marinha, Topázio Azul, Turquesa
Cardíaco Benjoim, Neróli, Rosa Turmalina Melância, Quartzo Rosa, Calcita Verde, Esmeralda, Rodocrosita, Morganita, Canga Rosa, Malaquita.
Plexo Solar Manjericão, Camomila Romana, Limão Citrino, Pedra do Sol, Topázio Imperial
Sacro Tangerina, Cipreste, Ylang Ylang Cornalina, Calcita Laranja, Opala de Fogo
Básico Vetiver, Patchouli, Pimenta Negra Turmalina Negra, Granada, Hematita, Quartzo Fumê


Pedras Curativas do Coração

maio 21, 2007

chakras2.jpg

Existem várias pedras do centro do coração que podem ser usadas num número infinito de combinações e disposições sobre o peito, durante as sessões de cura pelos cristais, para atua com a força do amor. Além da trindade do coração (Quartzo rosa, Kunzita e Turmalina rosa), várias outras pedras merecem o reconhecimento como importantes na cura desse órgão. 

O Quartzo rosa é a pedra fundamental para a base do coração, e são símbolos da auto-estima, do perdão e da paz interior. A Kunzita ativa o poder do amor enquanto a Turmalina rosa expressa isso de forma dinâmica. 

rodonita1.gif

 A Rodonita assegura o poder do amor no dia-a-dia, enquanto a Aventurina verde possui a capacidade de acalmar e de curar o que quer que o esteja afligindo. A Turmalina verde fortalece o corpo emocional em preparação para a expressão mais elevada do sentimento e a Rodocrosita cor de pêssego erguerá uma ponte que unirá com o plexo solar unindo o poder (do chacra)  do umbigo com o coração, numa fusão harmoniosa das energias físicas e espirituais. 

Ao empregar quaisquer dessas pedras sobre o coração durante as sessões de cura, fique atento para o propósito específico de cada uma e use as pedras de modo a criar o efeito desejado. Uma disposição avançada de pedras sobre o chakra do coração para propósitos generalizados pode ser feita colocando-se um grande Quartzo rosa no centro do peito para conduzir energia para dentro com vistas a uma renovação pessoal. Quatro Aventurinas verdes são colocadas em cada direção ao redor do Quartzo rosa para atrair energia de cura. Pelo menos quatro peças de Turmalinas verdes e/ou rosas devem ser postas sobre a parte superior do peito direcionando-as no sentido da garganta para canalizar a força do amor para o chakra da garganta, com vistas à obtenção de uma expressão verbal clara. A Rodocrosita sobre o plexo solar, com a Kunzita logo acima e a Rodonita logo abaixo, ativará o poder de cura do amor conduzindo-o ao umbigo, onde será incorporado para uso direto nas atividades diárias. 

Qualquer que seja a forma ou a combinação pela qual são usadas essas pedras do coração, elas trazem a realidade da compaixão pela experiência pessoal. Elas se tornam nossas melhores amigas na prática da cura pelos cristais, uma vez que transmitem várias expressões maravilhosas e lições de amor. 

Extraído do livro A cura pelos Cristais de Katrina Raphaell.


A Cura de traumas na Aura com Cristais

maio 8, 2007

fluorita.jpg 

Um método verdadeiramente eficaz para tratar de traumas e desequilíbrios na aura consiste no uso de cristais e pedras preciosas e suas vibrações curativas. Cristais são excelentes condutores, receptores e amplificadores de energias (inclusive elétricas) e quando usados em contato com a aura, podem curar traumas profundos.

aura9.jpg

Algumas formas de utilização de cristais para cura:
Diretamente sobre a aura ou chacras – cristais e pedras podem ser postos ao redor do corpo ou sobre os chacras para liberarem energias curativas e transformadoras nas áreas necessárias;
Visualização – cristais podem ser mentalmente programados para curas de traumas e situações específicas, através de visualizações positivas projetadas nos cristais;
Elixires – os cristais podem ser utilizados para o preparo de elixires que são feitos de forma semelhante aos Florais de Bach e podem ser ingeridos;
Mandalas – mandalas podem ser feitas com cristais e colocadas ao redor da aura ou chacra que necessita de tratamento ou ainda sobre um testemunho, como no método de Radiestesia, para tratamentos prolongados ou à distância;
Regressão – os cristais podem ser empregados para trazer à tona emoções e traumas antigos, provenientes da infância e vida intra-uterina (para alguns, até vidas passadas) e curá-los.

Alguns cristais e pedras que podem ser utilizados para a cura de traumas retidos no corpo energético:
Calcita Verde – promove mudanças de padrões mentais e emocionais;
Fluorita – traz sabedoria e é especialmente útil quando temos que nos deparar com lembranças dolorosas, pois faz com que tenhamos uma visão mais positiva dos acontecimentos;
Lepidolita – estimula o perdão e a transmutação de energias;
Canga Rosa – para nos libertarmos de mágoas profundas;
Quartzo-Fumê – pode ser usado para tratar depressões provenientes de traumas.

O Quartzo branco protege e purifica e é importante utilizá-lo junto às outras pedras durante uma sessão de cura.É claro que para que haja a cura com o tratamento dos cristais, precisamos estar verdadeiramente dispostos a nos libertar de padrões emocionais e energéticos negativos.
Com a correta utilização dos cristais e uma atitude positiva poderemos realizar mudanças significativas em nossos campos energéticos, em nossas vidas e em nossos relacionamentos.